sexta-feira, 6 de maio de 2016

A EB 2/3 de Amarante Associa-se à "Redescoberta" de Amadeo de Souza-Cardoso


A E.B. 2/3 de Amarante Associa-se à "Redescoberta" de Amadeo de Souza-Cardoso

Tal como a História, que é imparável e está em constante movimento, assumimos que somos uma Escola igualmente em Movimento. Apesar de não termos as instalações xpto da Escola Secundária de Amarante, tanto quanto sei com obras paradas e ainda a ser intervencionada pela Parque Escolar e que já custaram uns bons milhões ao erário público, a verdade é que, em instalações com mais de trinta anos, é possível fazer pequenas reparações, melhoramentos, modernizações por forma a tornar a nossa Escola um local aprazível, que se frequente com agrado, principalmente por alunos, mas também pelos seus professores, assistentes operacionais e encarregados de educação.
Levamos o esforço a sério e, no Pavilhão 4, aquele que é frequentado essencialmente pelos alunos do 3º Ciclo e pelos seus Professores, a intervenção já teve várias fases. Para além de agora termos salas atribuídas a cada disciplina, que cada grupo se encarregará de melhorar se assim o entender, bastando para isso apenas um elemento disponível para a missão, o grupo de Ciências recuperou já o Aquário, há anos num abandono que até doía, obrigada Lina, Lucinda e Helena!, e que agora é uma grande atracção para alunos e professores que, frequentemente, ficam a mirar o movimento dos peixes, agora já mais crescidos e gordos, preferindo essa visão apaziguadora e calmante a um intervalo passado fora do pavilhão.
O trabalho que hoje partilho foi solicitado ao Grupo de EV que respondeu afirmativamente ao desafio. O tema - Amadeo de Souza-Cardoso - já presente na Sala de História, foi sugerido e aceite pelo grupo composto por dois belíssimos colegas das artes... o que seria de uma escola sem elas?!.
O Miguel Taxa concebeu o painel, baseado num desenho orientalizante e a preto de Amadeo de Souza-Cardoso, transformando-o num gigantesco painel de cores vibrantes, absolutamente magnífico, que está desde ontem a ser executado in locco, constituindo-se, desde já, num fabuloso trabalho que entrelaça alunos e professores.
Gosto isto. Muito. Porque uma Comunidade Educativa quer-se não pasmada, quer-se viva e interventiva.
Assim estamos. Assim somos.
Obrigada, Miguel Taxa! Obrigada, Antero Pereira! Obrigada, Alunos! E depois, obrigada a todos quantos estão a tornar possível esta intervenção, dos assistentes operacionais à Direcção do Agrupamento de Escolas de Amarante que soube confiar e financiar este projecto.

Sem comentários:

 
Creative Commons License This Creative Commons Works 2.5 Portugal License.